Você está aqui:

Cirurgias de urgência para pacientes com risco de morte

Atualizado em 14/12/2016 às 19:46

Descrição

Atendimento de urgências para pacientes que correm risco de morte e necessitam de uma intervenção cirúrgica imediata.

Entre os casos que podem precisar de uma cirurgia de urgência, estão apendicite, hemorragias internas e digestivas, úlceras supuradas, cólica biliar, peritonite, obstrução intestinal aguda e infarto intestinal (quando as alças intestinais não recebem mais a circulação arterial ou venosa).

Os sintomas mais comuns são dores agudas e inchaço na região do abdomen. Nesses casos de urgência, o paciente deve ser encaminhado ao pronto-socorro de uma das unidades de atendimento listadas abaixo. Assim que o paciente chega, passa pelo serviço de triagem, que verifica se há realmente risco de morte. Havendo o risco, o paciente é levado imediatamente para o bloco cirúrgico.

Para os casos em que não há o risco de morte, o paciente é medicado e encaminhado pelo próprio atendimento do hospital, através de uma central de leitos. Através da central, ele será realocado para uma enfermaria ou para outro hospital, que poderá operá-lo posteriormente, conforme o diagnóstico.

Em casos de urgência, as vítimas podem utilizar o serviço de resgate por meio do Corpo de Bombeiros (193) ou pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), através do número 192.

Documentos necessários

Documento de identificação:

  • Carteira de Identidade;
  • ou Carteira de Motorista;
  • ou Carteira de Trabalho.
  • Cartão do SUS.

Valor

Gratuito

Órgão responsável

Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais - Fhemig